Agerp regional Pinheiro, instala unidade experimental participativa (UEP) na comunidade Graça de Deus / Mirinzal

Agerp regional Pinheiro, instala unidade experimental participativa (UEP) na comunidade Graça de Deus / Mirinzal

25 de agosto de 2020 0 Por Daniel Santos

Em 14/08/2019 do ano passado, foi instalada na comunidade Graça de Deus em área do agricultor familiar Gercinaldo Soares uma Unidade Experimental Participativa (UEP) com a cultura de mandioca, utilizando-se três cultivares que são muito utilizadas na região (Pué, Maria Viúva e Pitochi e quatro níveis de adubação).

O objetivo deste trabalho foi testar a resposta das cultivares aos diferentes níveis de adubação, conhecer a produtividade das cultivares e conhecer o teor de amido de cada uma das cultivares utilizando-se dois métodos de determinação (método de campo (hidrostático) utilizando o peso de 3 kg de mandioca submersos em água e o método (químico) de Lane-Eynon, e assim comparar os resultados dos teores de amido obtidos por cada um dos métodos utilizados.

O teor de amido da raiz de mandioca é uma variável muito importante para obter bons rendimentos de farinha, dando-se preferência as cultivares com maiores teores de amido.
A primeira colheita das raízes de mandioca da UEP- Mirinzal foi realizada o passado dia 18/08/2020 (369 dias após o plantio), foram coletadas três plantas em cada parcela experimental (48 em total) e conferido o peso da planta inteira, peso da parte aérea da planta, peso da raiz, peso de 3 kg de raiz submersos em água e será calculada a produtividade de raízes em kg/ha. Para determinar o teor de amido nas raízes foram coletadas amostras de cada uma das cultivares que serão enviadas ao laboratório da UFMA em São Luís para sua devida analise química. Os resultados das variáveis quantificadas serão submetidos a análise estatística para a sua devida interpretação e posterior divulgação.

Uma segunda colheita será realizada na primeira semana de novembro 2020 para obtenção de dados de peso da planta inteira, peso da parte aérea da planta, peso da raiz, peso de 3 kg de raiz submersos em água e será calculada a produtividade de raízes em kg/ha, e amostras de raízes serão coletadas para um novo teste em laboratório para determinar o teor de amido aos 460 dias após o plantio.

Estes dados serão contrastados com os dados obtidos na primeira colheita para assim conhecer o melhor momento de colheita destas cultivares.