Maranhão bate o Moto Club nos pênaltis, e conquista o Estadual após 10 anos de jejum


O Maranhão venceu o Moto Club nos pênaltis e conquistou o Campeonato Maranhense de 2023, neste domingo, no Castelão. Um final com todos os ingredientes possíveis: chuva forte, jogo acirrado, equilibrado e com emoção. Os Rubro-Negros chegaram a ter o título nas mãos, quando Léo Silva marcou de falta aos 51 minutos. Mas no último lance do confronto, Rafael empatou o duelo, levando a decisão para os pênaltis. Nas cobranças, empate em 4 a 4 na primeira série de cinco. Nas alternadas, 2 a 1 para o Bode, com Moisés sendo o responsável por parar Jonas e confirmar o título Estadual.

Primeiro tempo

Maranhão x Moto Club

Responsável por 24 minutos de paralisação, a chuva foi o principal destaque na primeira etapa. Além dos escorregões de praxe, ela mudou a estratégia das equipes, que antes, buscavam cautela na execução das ações. Mesmo assim, o jogo não ficou truncado como costuma ser, pricipalmente em situações como essa de gramado encharcado. Algumas chances surgiram na base da insistência e também da técnica. Léo Silva, antes mesmo da chuva, já tinha testado o goleiro Moisés em chute de fora da área, aos 13 minutos. Enzzo, em cobrança de falta, também testou, mas já no pós-chuva, aos 55 minutos. O Maranhão só conseguiu dar trabalho de fato a Éder, com Rodriguinho, que se esticou para chutar no canto aos 64 minutos.

Maranhão x Moto Club
Segundo tempo

Maranhão x Moto Club

A segunda parte do duelo começou equilibrado nas ações, mas foi o Moto que criou mais chances de gol. Ronald foi o primeiro a tentar aos 10 minutos. Depois foi o Maranhão com Jorge, aos 16, tentar encobrir o goleiro Éder e Pablo quase marcar de cabeça aos 17 minutos. Ronald novamente teve a chance de marcar para o Moto, aos 29 minutos, mas parou em Moisés. Outro que também teve a chance de definir foi Léo Silva, livre de marcação, mas também parando em Moisés, aos 34 minutos. Depois foi a vez de Rafael tentar pelo lado do Bode, com chute de fora da área aos 43.

Maranhão x Moto Club

Foi ai que veio o momento mais tenso e decisivo da partida. Aos 48 minutos, Pablo foi expulso depois de fazer uma falta na entrada da área. Léo Silva assumiu a responsabilidade, batendo a falta no meio da barreira e colocando no contrapé de Moisés. Até então, seria o gol do título. Só que não! Depois de uma confusão no pós-gol, com Marcinho Guerreiro expulso, o Maranhão ganhou mais tempo para tentar o milagre. E aconteceu. Em cobrança de escanteio de Fabrício, Rafael dominou na pequena área e estufou a rede de Éder, no último lance do jogo. Gol que incendiou o Castelão, desta vez, pelo lado quadricolor.

Os pênaltis

Disputa de pênaltis na decisão do Campeonato Maranhense entre Maranhão x Moto Club

O Maranhão abriu as cobranças com Leone, que errou o primeiro. Depois, o Moto foi ficando na vantagem a partir de Renan Almeida. Na quarta cobrança do Papão, Enzzo, que vinha se destacando na partida, acertou o travessão. Cavi bateu para o Bode na sequência, empatando o confronto. Nas alternadas, Rafael, que marcou o gol de empate, também converteu o pênalti. Jonas bateu para o Moto, mas parou em Moisés, que saiu como um dos heróis quadricolores na noite de domingo.

BERRA BODE????!

Com o título do Estadual, o Maranhão garante um calendário cheio para o ano que vem. Além do Campeonato Maranhense, o Bode vai disputar a Série D do Brasileiro e a fase de grupos da Copa do Nordeste, além da Copa do Brasil – do qual já havia garantido por ter sido campeão do primeiro turno.Maranhão terá quatro competições para disputar em 2024

Por GE/MA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *