Sete horas após apagão de abrangência nacional, fornecimento de energia elétrica é 100% restabelecido no Maranhão

Sete horas após o apagão que afetou o Maranhão e mais 25 estados, incluindo Distrito Federal, o fornecimento de energia elétrica foi 100% restabelecido no Estado. A informação foi dada pela Equatorial Energia.

O retorno da energia elétrica teve início por volta das 11h40, nas cidades de Tasso Fragoso e Alto Parnaíba, no extremo sul do Maranhão. Nas demais cidades maranhenses, incluindo a capital São Luís, o restabelecimento foi gradativo, sendo 100% finalizado por volta das 15h40. As causas do apagão ainda estão sendo apuradas.

De acordo com a Equatorial, aproximadamente, 2 milhões e 750 mil unidades consumidoras do Maranhão foram afetadas pela falta de energia elétrica.

Por meio de nota, a Equatorial Maranhão informou o Operador Nacional do Sistema (ONS) liberou as cargas e a Distribuidora realizou o retorno do fornecimento da energia para 100% dos clientes do Maranhão.

A Equatorial Maranhão destacou, ainda, que se algum cliente, porventura, esteja sem energia elétrica, deve registrar a ocorrência na Central 116 ou por meio da assistente virtual Clara, no WhatsApp (98) 2055-0116.

Apagão no MA

O apagão de proporções nacionais deixou várias cidades sem energia elétrica, a exemplo de Grajaú, Balsas, Zé Doca, São Domingos do Azeitão, além da ilha de São Luís. Além do Maranhão, houve registro em outros 25 estados e o Distrito Federal, na manhã desta terça-feira (15).

A falta de energia elétrica afetou moradores e prejudicou o funcionamento de serviços públicos. Em Salvador, Teresina e Belém, por exemplo, os semáforos ficaram desligados. O metrô da capital baiana teve de ser evacuado. Linhas dos metrôs de Belo Horizonte, Recife e São Paulo também pararam.

Em São Luís, a falta de energia elétrica fez lojas interromperem o atendimento e paralisou serviços públicos, como no Detran, na Semfaz e no DNIT. Em algumas escolas, os alunos foram liberados mais cedo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *