Em Pinheiro e mais 10 cidades, 52 pessoas foram presas pela Polícia Civil durante a ” Semana D” da Operação Paz


Na última quinta-feira (28) e sexta-feira (29), a Polícia Civil do Maranhão intensificou, as ações da “Operação Paz”, que visa concentrar esforços para a realização de ações de inteligência, investigação, repressão e prevenção às ocorrências de Mortes Violentas Intencionais em 11 cidades do interior do Estado. Como resultado dos esforços realizados nos dois dias de ações, considerados os “Dia D”, foram realizadas 52 prisões e 01(uma) apreensão judicial de adolescente.

No Maranhão, sob a supervisão geral da Delegacia Geral da Polícia, cerca de 87 policiais civis, divididos em 27 equipes, deflagraram a “Operação Paz” nos municípios Açailândia, Balsas, Caxias, Codó, Grajaú, Imperatriz, Pinheiro, Rosário, Santa Inês, Timon e Tutóia.

Das 52 prisões, 24 foram preventivas, 15 temporárias, 07 prisões definitivas, 01 mandado de apreensão de menor e 06 autos de prisões em flagrante. De forma detalhada, foram 35 prisões por homicídio, 02 prisões por latrocínio, 06 prisões por tráfico de drogas ,02 prisões por roubo, 01(uma) prisão por receptação, 04 prisões por porte ilegal de arma de fogo e 01(uma) prisão pela Lei Maria da Penha.

Vale destacar ainda que, entre os dias 24 e 30 de setembro, as equipes de cumprimento de mandado se juntaram as equipe de investigação e inteligência da “Operação Paz”, no intuito de dar apoio aos trabalhos em andamento, mas, sobretudo aperfeiçoar os levantamentos e informações e dar cumprimentos a mandados antigos e novos relacionados principalmente a mortes violentas intencionais.

Entre várias ações, destaca-se, a prisão, na quinta-feira(28), de um homem, investigado pelos crimes de feminicídio e ocultação de cadáver da ex-namorada, ocorrido na cidade de Caxias.

Consta na investigação que, no dia 02 de junho de 2022, o investigado teria assassinado e enterrado em uma cova rasa situada na zona rural, o corpo de sua companheira identificada como Tayane Caroline Coutinho Soares.

Também na quinta-feira(28), equipes de policiais civis destacadas para a “Operação Paz”, deram cumprimento, na cidade de Açailândia, ao mandado de prisão preventiva contra um homem, investigado de cometer os crimes de latrocínio e homicídio.

Na sexta-feira(29), a Polícia Civil do Maranhão, deu cumprimento ao mandado de prisão contra um homem, investigado de cometer os crimes de homicídio e tentativa de homicídio na cidade de Codó. Segundo as investigações, no dia 7 de setembro de 2022, o preso, que é empresário da cidade, efetuou disparos de arma de fogo contra as vítimas Admário Serejo da Silva e Antônio Romilson Silva, atingindo o primeiro na cabeça, causando-lhe o óbito, e a segunda vítima ferida no ombro direito e na perna esquerda.

A “Operação Paz”, que teve início no dia 1º de setembro, ocorre simultaneamente em 12 Estados da federação, sendo coordenada nacionalmente pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). O objetivo da operação que segue até o mês de dezembro é combater ao crimes praticados contra a vida, agindo sobre os fatores que mais fomentam tais crimes, como o tráfico de drogas e a formação de organizações criminosas.

Vai Vandoval Rodrigues

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *