Decisão suspende a circulação do ferryboat José Humberto no MA; embarcação tinha 35 anos de uso


O ferryboat José Humberto deixou de circular após uma portaria divulgada, na quarta-feira (10), pela Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), devido a problemas estruturais e falhas na operação. A embarcação tinha 35 anos de uso.

O veículo foi trazido do Pará para o Maranhão e fazia viagens entre o Terminal da Ponta da Espera e o Cujupe. Há uma semana, ele operava normalmente na Baía de São Marcos, mas uma decisão do Ministério Público do Maranhão (MP-MA suspendeu a navegação por pendências na segurança.

A EMAP alega que a embarcação apresentava problemas estruturais, como vazamento de óleo e a necessidade de paradas durante o percurso para manutenção. Além disso, o ferry apresentava problemas na documentação, falhas de comunicação de segurança e avarias nos cascos.

Após a suspensão, caminhoneiros que esperavam no Terminal da Ponta da Espera, nesta quinta-feira (11), reclamavam da demora e demostram insatisfação com a medida.

”A gente não tem nenhum tipo de prioridade aqui. O desrespeito com a gente aqui é muito grande”, disse Raimundo Felipe, caminhoneiro.

Em nota, a EMAP afirmou que, apesar da retirada do sistema, a embarcação possuía as licenças necessárias para operar regularmente e que, até o mês de abril, serão entregues dois novos ferrys para a realização das travessias.

g1/ma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *