Com gol no fim, Sampaio Corrêa vence o Atlético (GO) e deixa a zona de rebaixamento

Com gol no fim, Sampaio Corrêa vence o Atlético (GO) e deixa a zona de rebaixamento

13 de outubro de 2018 0 Por Daniel Santos

GOIÂNIA – Se alguém ainda tinha dúvida sobre a possibilidade de permanência do Sampaio Corrêa no Campeonato Brasileiro Série B, ela deixou de existir na noite desta sexta-feira (12). Diante de uma missão quase impossível na competição nacional, a Bolívia Querida escolheu lutar e superar qualquer desconfiança: mesmo atuando fora de casa, no Estádio Antônio Accioly, o Sampaio mostrou a sua força, derrotou o Atlético Goianiense por 2 a 1 e deixou a zona de rebaixamento da Segundona, após 15 rodadas de agonia.

Mesmo pressionado pelo Atlético Goianiense no início de jogo, o Sampaio Corrêa não se intimidou e abriu o placar aos 12 minutos: após cobrança de falta de Danielzinho, o zagueiro Joécio se antecipou aos marcadores rubro-negros e fez o desvio de cabeça para o gol. Na etapa final, o Atlético manteve a intensidade no campo de ataque e deixou tudo igual aos 10, com um gol contra de Joécio, que afastou errado um cruzamento de Julio Cesar e foi de herói a vilão no Antônio Accioly. Outro zagueiro, entretanto, salvaria o Sampaio do tropeço em Goiânia: aos 42, Maracás aproveitou rebote do goleiro Jefferson, que não conseguiu segurar um chute forte de Julinho, e garantiu o triunfo tricolor como visitante.

Com a vitória no Antônio Accioly e os tropeços de seus principais rivais na luta contra o rebaixamento, o Sampaio Corrêa subiu três posições e assumiu a 16ª colocação da Série B, com os mesmos 32 pontos de CRB, Paysandu e Juventude, mas levando vantagem no número de vitórias. Já o Atlético Goianiense, que não vence há cinco rodadas, permanece na sexta posição, com 45 pontos.

Mais vivo do que nunca na briga para se manter na Série B, o Sampaio Corrêa terá uma semana de preparação até o seu próximo compromisso na competição nacional: no próximo sábado (20), às 21h, a Bolívia Querida recebe o Londrina no Estádio Castelão, em partida com transmissão da rádio Mirante AMe cobertura completa do Imirante Esporte. O Atlético Goianiense, por sua vez, enfrenta o Brasil de Pelotas na próxima terça-feira (16), às 21h30, no Estádio Bento Freitas.

O jogo

O início de partida no Antônio Accioly foi marcado pelo duelo particular entre o atacante Thiago Santos, do Atlético Goianiense, e o goleiro Andrey, do Sampaio Corrêa. Aos três minutos, o camisa 9 aproveitou um erro na saída de bola do Tricolor, cortou a marcação e chutou forte, para defesa de Andrey. No minuto seguinte, Thiago Santos aproveitou cobrança de escanteio, se antecipou aos zagueiros do Sampaio e fez o desvio de cabeça, mas o goleiro tricolor se esticou todo para salvar a sua equipe. Já aos 10, o insistente Thiago Santos desperdiçou mais uma oportunidade para o Dragão, após receber cruzamento na grande área e cabecear por cima do gol do Tubarão.

Apesar da pressão inicial do Atlético Goianiense, o Sampaio Corrêa não se intimidou e mostrou, logo em sua primeira oportunidade no campo de ataque, a sua força e eficiência: aos 12 minutos, Danielzinho cobrou falta para a pequena área, e Joécio desviou de cabeça para o gol, sem chances para Jefferson. Em vantagem, o Tricolor intensificou a marcação, enquanto o Atlético continuava no campo de ataque, criando chances. Aos 18 minutos, Thiago Santos chutou de fora da área, e Andrey teve que fazer mais uma grande defesa.

Diante de um Sampaio Corrêa com a marcação encaixada e insatisfeito com o desempenho do Atlético Goianiense, o técnico Cláudio Tencati promoveu, ainda no primeiro tempo, a entrada do meia Renato Kayzer. E Renato, aos 33, quase empatou o jogo no Antônio Accioly, após receber cruzamento de Bruno Santos e cabecear firme, mas Andrey, atento, salvou o Sampaio mais uma vez. O goleiro tricolor ainda teria que trabalhar mais uma vez aos 45, espalmando uma finalização de Júlio César, que desarmou Luis Gustavo e avançou com total liberdade pela ponta esquerda.

Atlético arranca empate, mas Sampaio garante vitória com a estrela de Maracás

O cenário da partida continuou o mesmo nos primeiros minutos da etapa final. Enquanto o Atlético Goianiense trocava passes e esboçava uma pressão no ataque, o Sampaio Corrêa esperava a chance de responder em um contragolpe. Apesar de todo o esforço, a Bolívia Querida não conseguiu segurar a vantagem por muito tempo: aos 10 minutos, Julio César aproveitou uma bola mal afastada pela defesa, cruzou para a pequena área, e Joécio fez o gol contra, para delírio dos rubro-negros no Antônio Accioly.

O gol de empate do Atlético Goianiense foi a senha para o Sampaio Corrêa avançar a marcação e voltar a atacar. Aos 14 minutos, Misael recebeu passe na entrada da grande área e tentou o chute colocado, por cima do gol de Jefferson. Já aos 23, Misael encontrou um espaço na defesa do Dragão e bateu forte para o gol, mas Jefferson, bem posicionado, evitou o segundo gol do time maranhense.

Com o passar do tempo, o jogo teve uma queda de produção das duas equipes. Mesmo marcando presença no campo de ataque, o Atlético Goianiense encontrava dificuldades para finalizar diante de um Sampaio organizado. Os donos da casa até assustaram o Tricolor aos 27 minutos, mas a cabeçada de Lucas Rocha, após cobrança de escanteio, foi para fora. Quando o empate parecia certo, o Sampaio deu a sua última cartada e conseguiu a vitória: aos 42, Julinho cobrou falta, Jefferson deu rebote, e Maracás, que tinha acabado de entrar, bateu para o gol vazio e confirmou a saída da Bolívia Querida da zona de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO (GO): Jefferson; Alisson, Gilvan, Lucas Rocha e Bruno Santos; Rômulo (Renato Kayzer), Pedro Bambu e Vitinho (Tomas Bastos); João Paulo (André Luis), Julio César e Thiago Santos. Treinador: Claudio Tencati

SAMPAIO CORRÊA: Andrey; Luis Gustavo, Odair, Joécio e Julinho; Adilson Goiano, Willian Oliveira, Danielzinho (Maracás), Esquerdinha (Bruninho) e João Paulo (Misael); Uilliam. Treinador: Marcinho Guerreiro