Presidente Jair Bolsonaro perde confiança em Gustavo Bebianno e decide afastá-lo do governo

Presidente Jair Bolsonaro perde confiança em Gustavo Bebianno e decide afastá-lo do governo

16 de fevereiro de 2019 0 Por Daniel Santos

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, que é presidente nacional do PSL,  partido pelo qual Jair Bolsonaro se elegeu presidente da República, está praticamente fora do governo. Segundo nota da coluna Painel da Folha de São Paulo, o presidente decidiu demitir o ex-auxiliar após o encontro desta sexta-feira (15), e argumentou como motivo a quebra de confiança.

Apesar de já estar decidida, a saída do ministro deve ser formalizada segunda-feira (18), com a publicação do ato, que Bolsonaro já teria deixado assinado, no Diário Oficial.

Bolsonaro esteve com Bebianno no começo da noite desta sexta e a conversa entre os dois teria sido ríspida. O presidente reclamou do vazamento de diálogos privados, exclusivos da Presidência, publicado no site de O Antagonista e da revista Veja.

Um dos áudios vazados revela que Bolsonaro criticou o ministro porque havia marcado uma reunião com o vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo, Paulo Tonet Camargo, no Palácio do Planalto.

“Como você coloca nossos inimigos dentro de casa?”, questiona o presidente.

Outra conversa vazada foi publicada pelo portal Antagonista.  Nela, Bolsonaro teria dito a Bebianno: “Eu sei que você manda no Antagonista. A nota foi pregada lá”.

Bebianno vinha atuando para abrir um canal de diálogo com a emissora, que, desde a campanha tenha uma relação estremecida com o presidente.

A situação ficou agravada após o caso das movimentações bancárias atípicas feitas pelo então deputado estadual e hoje senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) –filho do presidente– e seu ex-assessor Fabrício Queiroz investigadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

(Com informações do Poder360 e Folha de São Paulo)