Baixada Maranhense – Observatório diz que tremor de terra foi em São João Batista, mas moradores não registram anormalidade

Baixada Maranhense – Observatório diz que tremor de terra foi em São João Batista, mas moradores não registram anormalidade

16 de setembro de 2019 0 Por Daniel Santos

Um tremor de terra foi registrado na noite dessa sexta-feira (13) na região conhecida como ‘baixada maranhense’, no norte do estado. Segundo o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), o epicentro do tremor com magnitude 3.1 na escala Richter ocorreu no município de São Batista, porém nenhum morador da cidade reclamou de alguma anormalidade até agora.

Epicentro teria sido em São João Batista

A origem do fenômeno ainda é desconhecida e também foi registrada no município de Bequimão. Segundo Antônio Oliveira, professor e doutor em física pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) duas hipóteses podem ser usadas para esclarecer o fenômeno, dentre elas, a compressão resultante do movimento das placas tectônicas na superfície da terra e a entrada de um meteorito na região.

“Existe um sensor na Baixada Maranhense que pode detectar se há um abalo superficial naquela região entre São João Batista e Bequimão. E a outra hipótese é que a população em si está comentando é a queda de um meteorito na região e isso é factível, já que esse fenômeno ao chegar na superfície da terra provoca um atrito, uma explosão de luminosidade muito alta e isso cria uma onda de choque que pode abalar alguma coisa móvel da região”, explicou o professor.

De acordo com relatórios da Agência Espacial Americana (NASA), dois asteroides de dimensão média estavam previstos para passar perto da Terra entre a noite de sexta-feira (13) e da madrugada deste sábado (14). Ainda segundo Antônio Oliveira, o fenômeno também pode ter sido influenciado por conta da proximidade da região com a linha do Equador, estando localizado apenas 2.2 graus abaixo dela, o que facilita a penetração de fragmentos de rocha na Terra após a explosão.

“Quando uma massa entra na superfície em rota de colisão com a Terra, a região que ele é puxado gravitacionalmente é justamente a região do Equador. E como São João Batista, São Luís e Bequimão estão há 2.2 graus abaixo dessa linha, então é provável que parte desses fragmentos rochas penetram na superfície da terra”, disse.

Via Jailson Mendes