Pinheiro, uma cidade que não se deu bem com os Genésios

Pinheiro, uma cidade que não se deu bem com os Genésios

11 de março de 2020 0 Por Daniel Santos

A cidade de Pinheiro na Baixada Maranhense não teve sorte sendo comandada pela família Genésio. O histórico começou quando Zé Genésio, o patriarca da família foi prefeito, há pouco mais de 20 anos. Naquela época o município parou no tempo, e os munícipes viveram os piores anos no contexto da administração pública.

Zé Genésio entrou para a história como o pior prefeito que Pinheiro já teve, deixando a cidade na beira do abismo. Na época em que o funcionário público não podia contar com o seu salário, porque o atraso chegava em até seis meses. E diante deste caos, foi cassado e deixou o município sucateado.

Em 2016 os Genésios voltaram a comandar a prefeitura, e desta vez o administrador é Luciano Genésio, filho do ex-prefeito cassado. Muitas pessoas já diziam: “filho de peixe peixinho é” mais ainda havia alguém que pensava o contrário. Porém, bastou apenas Luciano tomar posse para começar então a trilhar os mesmos caminhos do pai. Pinheiro voltou a parar no tempo e hoje é apenas um município que voltou ao passado.

Na gestão de Luciano Genésio não se vê obras estruturantes que possam marcar a administração, as ruas da cidade estão acabadas, a zona rural voltou a ficar esquecida e os moradores voltaram a ficar isolados, sem estradas. Na educação professores fazem greves e paralisações constantemente, enfim a educação grita e Luciano não escuta. A saúde de Pinheiro hoje é marcada por descaso e falta de comprometimento.

A população paga hoje um preço muito alto por acreditar que seria diferente. O que existe mesmo de diferente é que Zé Genésio foi cassado antes de encerrar o seu mandato e o Luciano ainda não, mais está trabalhando a passos largos para que isso aconteça.

Mas fica uma pergunta no ar, o que os Genésios têm contra o município de Pinheiro, porque não gostam do povo pinheirense?