Peri-Mirim / Passados primeiros 100 dias da sua gestão, prefeito Heliezer não consegue mostrar para que veio e retrato de abandono e perseguição toma conta do Município

Peri-Mirim / Passados primeiros 100 dias da sua gestão, prefeito Heliezer não consegue mostrar para que veio e retrato de abandono e perseguição toma conta do Município

24 de abril de 2021 0 Por Daniel Santos

O Município de Peri-Mirim ainda não colheu os tão esperados frutos da gestão do prefeito Heliezer “do povo”. Após se passarem os primeiros 100 dias de governo e o prefeito não ter apresentado absolutamente nada de benéficos, parece que a população começa a chegar a conclusão de que essa foi a pior escolha feita nas eleições do ano passado.

Até agora Heliezer tem beneficiado apenas aliados próximos, e a população começa a sentir que era feliz e não sabia.

Só se vê Promessas e mais promessas de obras e de empregos mas, porém nada é realizado, e o que reina agora é o descaso e a perseguição de muitos funcionários e até mesmo do ex-prefeito Geraldo Amorim.

Muitos funcionários já até pediram licença sem vencimentos por causa da tamanha perseguição.
Agora recentemente o prefeito e seus assessores, todos muito mal informados e sem conhecimento técnico de nada, tentaram impedir que o ex-prefeito transportasse para sua propriedade privada um material comprado de uma empresa que estava as margens da barragem que liga a sede ao bairro do Portinho, até com Policia militar, lembrando que prefeitura não é dona de materiais de construção, são de propriedade das empresas, até porque a Prefeitura paga pelos serviços prestados, pelos serviços realizados através de medição prévia .
Se vê uma falta muito grande de preparo e de conhecimento, mesmo assim, ainda os assessores do prefeito tentaram intimidar os funcionários do ex-prefeito Geraldo Amorim, até ameaçando de prisão, mas mesmo assim o trabalho continuou e terminou no dia seguinte .

Todos os filhos de Peri Mirim estão nascendo em Pinheiro, Palmeirândia ou até mesmo em São Luís. Desde o dia 01 de janeiro até a presente data nunca mais teve um parto normal em Peri-Mirim e muito menos um parto cesariano, UMA VERGONHA.

Estes são os primeiros 100 dias de “mandatinho” do prefeito, que até agora só mandou pintar os postes das duas avenidas que o ex-prefeito Geraldo Amorim modernizou, iluminou e asfaltou.

Além disso pintou os bancos da praça São Sebastião para satisfazer a vontade do seu aliado padre Léo, o Município ganhou uma ambulância do estado e o prefeito fez até uma carreata, um bem de 180 mil reais aproximadamente.

Os dois últimos prefeitos,Geraldo Amorim e Felipe Lopes conseguiram para o Município cada um deles, duas ambulâncias, e não aconteceu essa pataquada. Uma gestão que tem só mídia, mas  trabalho que é bom nada.

O Município está na lista dos que menos vacinam e além do mais não tem prevenção contra a disseminação e propagação da Covid-19, medicação pingada, poucos exames, e poucos testes.

O que tem muito em Peri Mirim, são “ assessores “ do prefeito pra fazer o que só Deus sabe .

A população hoje já muito arrependida, sem poder fazer nada, agora só tem que aguentar e esperar que esses quatro anos terminem.

O que se ver do novo prefeito é só reformas de casas de propriedade privada , compra de carros e motos de grande valor e o povo chupando dedo e grande parte de aliados esperando ainda uma vaga prometida, como se vê, Peri-Mirim é o único Município que ainda tem alguns carros motos e casas adesivadas, na esperança de serem vistos e terem a promessa cumprida de ganhar alguma coisa.

Prefeito trabalhe e não seja perseguidor .