Deputado Estadual Dr. Leonardo Sá, propõe a criação de um programa de suporte emocional para alunos da rede pública do MA

Deputado Estadual Dr. Leonardo Sá, propõe a criação de um programa de suporte emocional para alunos da rede pública do MA

2 de outubro de 2021 0 Por Daniel Santos

O médico e Deputado Estadual, Dr. Leonardo Sá (PL), propôs através do Projeto de Lei n°. 469/2021, a criação do “Programa de Suporte Emocional para as Crianças e Adolescentes nas Escolas Públicas do Estado do Maranhão”, com a finalidade precípua de prevenir, identificar e promover o tratamento de sofrimentos e transtornos mentais de crianças e adolescentes, considerados, em especial, os agravos advindos da pandemia da Covid-19.

Os impactos da pandemia na infância e adolescência têm efeitos diretos e indiretos. Os efeitos diretos dizem respeito às manifestações clínicas da Covid-19. Já os efeitos indiretos são os mais variados, tais como, prejuízos no ensino, na socialização e no desenvolvimento, visto que creches, colégios, escolas técnicas e de idiomas, faculdades e universidades tiveram que ser fechadas.

O afastamento do convívio familiar ampliado, com amigos e com toda rede de apoio agravando vulnerabilidades. O estresse, e sua toxicidade associada, afeta enormemente a saúde mental de crianças e adolescentes, gerando um alto índice de sintomas de depressão e ansiedade. O aumento da violência contra a criança, o adolescente e a mulher, e a consequente diminuição da procura pelo atendimento aos serviços de proteção.

O exagero no uso de mídias/telas, como televisão, computadores, tablets e smartphones. Crianças e adolescentes sofrem as consequências do enorme impacto socioeconômico nas famílias, com aumento do desemprego e impossibilidade de trabalho para serviços não essenciais. Como também a fome e o risco alimentar em parte pelo fechamento das escolas e das creches, que tem a merenda escolar como principal refeição do/a aluno/a, além de perdas nas receitas familiares.

“Como médico me preocupo com todas as sequelas advindas desta pandemia, principalmente com relação ao emocional e psicológico de alunos/as que ficaram afastados/as de seu convívio social, que em boa parte é o ambiente escolar. E com a retomada, mesmo que ainda de forma híbrida, precisa de um programa de suporte emocional, que proponho ser vinculado à Secretaria de Estado da Educação. Dando prioridade ao atendimento de crianças e adolescentes com baixa autoestima, problemas emocionais e/ou transtornos mentais. Espero que este PL seja aprovado na Assembleia e sancionado pelo governador, Flávio Dino, o quanto antes. A população precisa realmente desta assistência”, afirmou o parlamentar.