Batido o martelo! PSB e PT fechados com Carlos Brandão

Em reunião com lideranças estaduais do Partido dos Trabalhadores (PT), o vice-governador Carlos Brandão reiterou a união de forças em prol do Maranhão.

O encontro aconteceu, nesta quinta-feira (20), na sede do partido, em São Luís, logo após reunião em Brasília na qual o PSB garantiu que dará palanque a Lula no estado – o destino do ainda tucano pode ser a sigla socialista (saiba mais).

O vice-governador foi recebido pelo novo presidente estadual do PT, Francimar Melo, no auditório Manuel da Conceição. Junto com ele estavam ainda os secretários de Estado do Trabalho, Jowberth Alves; da Educação, Felipe Camarão; e dos Direitos Humanos, Francisco Gonçalves; os covereadores do Coletivo Nós; os deputados Zé Carlos (federal) e Zé Inácio (estadual), além de outras importantes lideranças do partido.

Carlos Brandão agradeceu pela boa recepção. “Desde 2015 temos trabalhado em parceria com o PT em gestões exitosas que têm contribuído com o nosso governo. O PT demonstrou competência, eficiência e compromisso com as causas sociais. Temos que manter, ampliar essas conquistas e dar continuidade a essa gestão”, observou.

O presidente estadual, Francimar Melo, agradeceu o reconhecimento do trabalho realizado.

“Fico lisonjeado em saber que nós, do Partido dos Trabalhadores, temos dado nossa contribuição a este estado. Temos clareza de que os trabalhadores e trabalhadoras são as primícias da nossa luta. A vinda do vice-governador pra nós tem um simbolismo muito grande”, afirmou.

O secretário Jowberth Alves também destacou a construção conjunta de políticas públicas em prol dos maranhenses.

“Sempre acreditei nessa aliança pela preocupação do vice-governador em levar o Maranhão para o caminho do desenvolvimento”, pontuou.

O secretário Felipe Camarão ressaltou o papel do diálogo na política.

“Tenho certeza que com sensatez e muito diálogo, nós, que fomos sempre aliados, vamos continuar sendo aliados”, afirmou.

O secretário Francisco Gonçalves lembrou a importância da aliança partidária na gestão Flávio Dino.

Por Matias Marinho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *