Sequência de mortes de gestantes no hospital Santa Helena, gera manifestação da população nas ruas da cidade

Sequência de mortes de gestantes no hospital Santa Helena, gera manifestação da população nas ruas da cidade

19 de agosto de 2020 0 Por Daniel Santos

Esse é o terceiro caso de óbito de pacientes grávidas que entram no hospital Santa Helena para realização de cesariana em menos de três meses.
Os casos chamam a atenção por apresentarem a mesma dinâmica.

Desta vez foi a jovem Claudiane Pereira de 35 anos, ela deu entrada no hospital na última segunda-feira, segundo informações após realizar o procedimento cirúrgico faltou linha para fechar a cirurgia, a paciente teria ficado com a cirurgia aberta por aproximadamente 60 minutos, não tendo como resolver o problema Claudiane foi encaminhada as pressas para o hospital Macro Regional em Pinheiro e logo veio óbito, no município o pânico se instalou principalmente entre mulheres grávidas, sobretudo as mais carentes que não tem outra alternativa para realizarem o parto.

O prefeito Zezildo Almeida e a direção do hospital não se manifestaram, o caos na saúde de Santa Helena é algo que assusta quem precisa desses serviços, recentemente o hospital foi invadido por cavalos.

Hoje pela manhã um grande número de pessoas realizaram uma manifestação pacífica com início na porta do hospital e desfecho em frente a prefeitura do município, com cartazes e discursos inflamados, a população pediu providências imediatas para a situação da saúde em Santa Helena, segundo um manifestante o hospital da cidade virou um verdadeiro matadouro público, onde as pessoas entram cheias de esperança e saem mortos.