Sampaio joga mal, mas consegue bater o Pinheiro e assumir a liderança do Maranhense

Sampaio joga mal, mas consegue bater o Pinheiro e assumir a liderança do Maranhense

8 de abril de 2021 0 Por Daniel Santos
  • Sampaio Corrêa e Pinheiro se enfrentaram na noite desta quarta-feira, pela sexta rodada do Campeonato Maranhense. Com muito trabalho e pouca inspiração, a Bolívia Querida teve que suar diante de um Búfalo raivoso e com fome de vitória. Mesmo com a superioridade do adversário, o Tricolor só precisou de uma bola parada para definir o placar do jogo no Castelão. Jajá foi o responsável por garantir a vitória, a liderança e a vaga direta fase semfinal do Campeonato Maranhense. E detalhe: levando junto seu arquival, Moto Club. Isso porque as duas equipes não podem mais serem alcançadas na tabela.

  • COMO FICAM?

    O Sampaio assume a liderança com 13 pontos, enquanto o Pinheiro cai duas posições (5º) com os mesmos oito pontos. Vai para a última rodada brigando para não ser rebaixado.

  • PRÓXIMOS JOGOS

    7ª RODADA

    Sampaio Corrêa x Iape – A DEFINIR

    Pinheiro x Moto Club – A DEFINIR

    • Primeiro tempo

      O Sampaio começou tomando conta das primeiras ações da partida. Muitas bolas alçadas na área, mas nenhuma aproveitada. Isso durou até os 14 minutos, pois foi a partir disso que o Pinheiro se apresentou para o jogo. Explorando bastante as ligações diretas e a velocidade dos alas, o Búfalo foi quem chegou mais perto de sair vitorioso na primeira etapa. Destaque para Márcio Diogo que comandou as articulações, e deixou Sibito duas vez na cara do gol. Em uma delas, o camisa 9 do Pinheiro balançou as redes, mas em posição irregular. O Tricolor tentava responder ainda com jogadas áreas, mas sem sucesso. No primeiro ato da partida, empate. Mas com superioridade do Bufalo da Baixada.

      Sampaio Corrêa x Pinheiro

      Sampaio Corrêa x Pinheiro (Foto: Ronald Felipe / SCFC)

    • Segundo tempo

      A etapa final começou com a mesma trama do primeiro tempo: Pinheiro pressionando e criando mais oportunidades. Logo aos três minutos, o PAC desperdiçou uma chance incrível com Raphael, dentro da área. O camisa 15 novamente apareceu aos 15, obrigando Mota a fazer grande defesa. A entrada de Pimentinha no intervalo deu ao Sampaio um desafogo pelo lado direito. Ali, era aonde acontecia as jogadas mais promissoras. Foi logo após uma jogada do atacante no setor, que o Tricolor conseguiu abrir o placar. Aos 27, Pimentinha finalizou em direçã ao gol de Adilson e a bola saiu com desvio pela linha de fundo. Aos 28, Dione cobrou escanteio e Jajá tirou o zero do placar de cabeça. A vantagem se confirmava, mas a superioridade no jogo ainda era do Pinheiro. Aos 30, Peterson marcou, mas o juiz marcou a jogada como irregular. A pressão pinheirense continuava e o Sampaio se viu obrigado a jogador no contragolpe. Nos momentos finais, Raphael ainda colocou uma bola no travessão de Mota. E o último lance do jogo foi em um chute de Pablo para o Sampaio, mas Adilson evitou que o time da casa aumentasse o placar. Fim de jogo, com uma vitória suada da Bolívia Querida.

      Por Globoesporte/Ma