Em reunião do PL, Josimar comprova força com a nacional e enterra especulação de intervenção no Maranhão

Em reunião do PL, Josimar comprova força com a nacional e enterra especulação de intervenção no Maranhão

18 de novembro de 2021 0 Por Daniel Santos

Josimar Maranhãozinho comprovou força e prestígio durante a reunião do Diretório Nacional do Partido Liberal (PL) com os dirigentes estaduais, realizada na tarde da última quarta-feira (17) em Brasília, que decidiu por unanimidade dar “carta branca” ao presidente nacional da sigla, Valdemar Costa Neto, para mexer em alianças regionais e facilitar a filiação do Presidente da República Jair Bolsonaro.

Tão logo começou sair nos noticiários sobre o adiamento do ato de Filiação de Bolsonaro ao PL, iniciou-se também através de informações desencontradas e plantadas, a tentativa de criar um ambiente de incertezas e crise na hoste liberal do Maranhão, que é comandada pelo deputado federal e pré-candidato ao governo do estado, Josimar.

O factoíde começou a cair por terra antes mesmo da reunião do PL, com a declaração do Senador Roberto Rocha negando que teria pedido a Bolsonaro o comando do PL no Maranhão. Rocha Além de negar o fato, ainda afirmou ser amigo pessoal de Maranhãozinho e ressaltou que ambos são aliados do Presidente.

“Se eu vier a integrar os quadros do PL, eu vou achar muito bom, me sentirei muito à vontade por que sou amigo do Josimar há muito tempo e o PL foi o primeiro partido que eu tive na minha vida e pelo qual eu me elegi deputado estadual”, disse Roberto Rocha.

Depois do posicionamento do Senador, veio a Reunião do PL que deixou claro o alinhamento de Josimar com a cúpula nacional do partido, o que enterrou de vez as especulações em torno de mudanças no Maranhão.

Josimar disse que na reunião com o Presidente Nacional do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto e os Presidentes Regionais, ficou decidido que o PL está pronto e alinhado para receber o Presidente da República, Jair Bolsonaro, em todos os Estados.

“O Presidente Nacional do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto, tem carta branca para conduzir e decidir sobre a sucessão presidencial e a filiação do Presidente Jair Bolsonaro. E essa história de mudanças no PL Maranhão não passa de especulações que não condizem com a verdade”, completou.

Após a reunião, os presidentes regionais do PL afirmaram que as divergências serão discutidas individualmente, mas que dificilmente o partido se coligará a siglas adversárias de Bolsonaro no pleito do próximo ano.